Vias de acesso vão facilitar prática desportiva no Niassa

Andre Jonas

Dentro de pouco tempo a província do Niassa até aqui considerada a mais pobre do país poderá sair do esquecimento a que durante décadas foi votada, depois da decisão do Presidente Filipe Nyusi de investir fortemente na área de infra-estruturas, nomeadamente na construção e melhoramento de estradas e pontes no chamado “triângulo de desenvolvimento”, que liga os três maiores centros urbanos da província: Lichinga/ Cuamba/Marrupa/Lichinga.

Numa primeira abordagem sobre os benefícios do beneplácito, somos forçados a aceitar que a agricultura e o turismo são as áreas directamente avantajadas da iniciativa, tendo em conta que a província mais extensa de Moçambique é rica na produção de alimentos e na promoção do turismo ecológico. Aliás, possui a maior reserva nacional e potencial em solos para a agricultura.

Regra geral as vias de acesso melhoradas garantem a boa circulação de pessoas e bens e em consequência permitem o rápido escoamento de excedentes agrícolas para os centros comerciais de referência, com vantagens para o produtor e o consumidor final, principalmente.

Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade