Cadê os ringues, ó Gabriel?

Custódio Mugabe
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Na ressaca da dignificante participação moçambicana no Mundial de boxe feminino, em Nova Deli, capital da Índia, técnicos, pugilistas e simpatizantes da nobre arte entenderam andar pelas ruas da cidade de Maputo e seus subúrbios de ombros levantados a celebrar o desempenho de Rady Gramane, Alcinda Panguana e Benilde Macaringue.

Lembrar que as duas primeiras conseguiram passar da primeira eliminatória com vitórias claras e a última foi derrotada logo no primeiro combate.

De resto, estão de parabéns as raparigas e o incansável Lucas Sinóia, obreiro desta vitória que ele próprio iniciou quando decidiu a conta e risco próprios criar a sua academia e introduzir o boxe feminino no país, continuando, por isso, a sublinhar o seu nome na história desportiva do país.

Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade