CLUBES EM CRISE BRINCANDO DE SÉRIOS

Há muito que se sabe que o nosso futebol, se não o desporto no geral, está em crise, não só de resultados, mas também de gestão ou de iniciativas tendentes a resolver os problemas financeiros.

COSTA SEM “SOL”

Já lá vão os tempos de grande poderio do Costa do Sol, clube que nos últimos anos não é mais do que um tigre de papel e não o colosso dos anos anteriores, sobretudo na década 1990, quando conquistou tudo a nível nacional – incluiu-se quatro campeonatos consecutivos, de 1991 a 1994 – e no início do século XXI ensaiou, com José Neves e Rui Tadeu à frente, uma tentativa de ataque a África, em que se ficou pela fase de grupos na Liga dos Campeões, em 2002.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade