JÁ RENUNCIEI, NÃO SOU mais HONORÁRIO DA FMF

- Feizal Sidat

Apesar de justificar não ser oportuno tecer quaisquer considerações em volta do processo em curso em sede do Conselho Jurisdicional da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Feizal Sidat, o visado, manifesta-se tranquilo, sublinhando que está livre para abraçar outros projectos porque deixou de ser presidente honorário do órgão reitor do futebol nacional.

Desde a primeira audição ocorrida a 13 de Junho passado e devidamente reportada nas páginas do desafio, Feizal Sidat ainda não foi novamente notificado para prestar esclarecimentos sobre os factores ocorridos durante o tempo que dirigiu a FMF. Lembrar que em nota assinada pelo secretário-geral da FMF, Filipe Johane, aquela entidade notifica Feizal Sidat para “prestar declarações e esclarecimentos nos autos de um inquérito que está a ser conduzido pelo Conselho Jurisdicional da FMF”.

- “A título de esclarecimento, o presente inquérito não incide sobre o cidadão Feizal Ismael Sidat, mas versa sobre factos ocorridos na gestão da FMF nos mandatos 2006- 2011 e 2011-2015”. A audição foi interrompida quando o advogado de Feizal Sidat argumentou que o Conselho Jurisdicional não tinha legitimidade para inquirir cidadãos comuns, apenas dirigentes desportivos. O órgão da FMF fez consultas e desafio sabe que concluiu que “Sidat ainda é presidente honorário e por isso será novamente notificado”. Leia mais...

Por: CUSTÓDIO MUGABE
Fotos de Arquivo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade