Matchedje sem grande ambição

Por: SALVADOR NHANTUMBO
Fotos de Arquivo
 
O Matchedje apresenta-se sem grandes ambições no Campeonato Nacional de Futebol da Divisão de Honra, depois que a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) decidiu reduzir de dois para um ano a pena de despromoção do clube da II Liga para o Campeonato da Cidade, facto que permitiu aos “militares” regressarem à prova que serve de acesso ao Moçambola-2020 ao nível da Zona Sul. Os “militares” haviam sido castigados devido ao comportamento anti-desportivo levado a cabo pelos seus adeptos na edição-2017 e alguns desacatos que acabaram sendo atribuídos à anterior Direcção do clube. A resposta abonatória da FMF e que ditou o regresso do Matchedje à Divisão de Honra parece ter colhido de surpresa os “militares”. O presidente do clube, Patrício Canda, não promete levar o clube ao Moçambola-2020, nove anos depois de ter sido despromovido da prova. Espera que os resultados apareçam ao longo do percurso, o que justifica o fraco investimento feito pelo clube devido a limitações financeiras e enquanto clube que depende de fundos alocados pelo Ministério da Defesa Nacional.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade