A FACE OCULTA DOS SALÁRIOS EM ATRASO

Por: Gilberto Guibunda
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Luís Muianga

Oque é que os salários do Grupo Desportivo de Maputo interessam ao jornal desafio? É simples! Sendo o GDM uma instituição de utilidade pública, histórica, de relevância reconhecida no panorama desportivo nacional, infelizmente, a atravessar um período negro da sua rica história, é de capital importância que o jornal desafio, como outro qualquer órgão de comunicação social, se interesse em reportar todos os factos – e este ligado a salários em atraso aos trabalhadores incluindo – visíveis ou não. É a resposta suave que se pode dar ao secretário- -geral dos alvi-negros – e nós aqui compreendemos a preocupação de defender a instituição que representa – quiçá surpreso pela chamada que a nossa Reportagem efectuou para se inteirar da denúncia feita por um grupo da massa laboral do GDM, que reclama dois anos e cinco meses de salários em atraso.

A 19 de Setembro o grupo de trabalhadores decidiu tornar público o que durante vários meses manteve no segredo dos deuses como quem esperasse que o referido período anunciado sem salário fosse compensado. Sem que tal tenha acontecido, segundo informações fornecidas por alguns trabalhadores que pautaram pelo anonimato, a solução passou por barrar os portões do quase centenário clube e impedir que todas as actividades movimentadas seguissem o seu rumo normal e diário. Ao que o desafio constatou, a reabertura dos portões e consequente prosseguimento das actividades só aconteceu depois que a Direcção, sob liderança do Professor Inácio Bernardo, se sentou à mesma mesa com os trabalhadores e prometer o pagamento dos ordenados, não se sabendo se o será na totalidade ou parcialmente.

Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade