N NOTICIÁRIO

Malawiano Chikuepo reforça o ataque tricolor

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

O Maxaquene acaba de contratar Chikuepo Msowoya, um avançado malawiano, para reforçar o seu ataque que, no final da época passada, ficou sem os serviços de Tony e Hélder Pelembe. O dianteiro, que também é um dos capitães da selecção do Malawi, deverá ser apresentado próximo sábado, dia programado para o jogo de apresentação do plantel aos

 sócios e adeptos do clube. 

 

O ponta-de-lança Chikuepo Msowoya chegou a acordo semana passada com a direcção do Maxaquene e vai representar o emblema “tricolor” por uma temporada, período que poderá ser prorrogado caso as partes manifestem interesse nesse sentido. De 24 anos de idade, Chikuepo, que no ano passado jogou pelo Escom United do seu país, teve uma passagem pelo Orlando Pirates, da vizinha África do Sul, para além de um considerável número de internacionalizações pela selecção malawiana.

O jogador, que já está sob a orientação técnica de Arnaldo Salvado, vai-se juntar a outros três estrangeiros no plantel “tricolor”, nomeadamente os regressados Marvin, que viu as expectativas de voltar para o futebol sul-africano defraudadas, Mfike e Eboh, que também já haviam passado pelo Maxaquene.

Com sorriso patente na face, é possível notar-se a facilidade com que Chikuepo se poderá inserir no grupo de trabalho, num balneário liderado pelo capitão Macamito. Convidado a falar sobre a sua chegada e o que sabe de Moçambique, Chikuepo, que não poderá ajudar o Maxaquene na pré-eliminatória frente ao campeão nacional do Botswana, por a sua inscrição não ter sido a tempo de se enviar à CAF, disse:

– Sei que Moçambique é um bom país e sinto-me muito feliz por jogar pelo Maxaquene, campeão nacional. Vou procurar dar o máximo de mim para ajudar a minha nova equipa.

Projectando trabalhar com um plantel de 23 jogadores, a equipa técnica ainda poderá operar algumas dispensas, com a integração, semana passada, de Campira, que andou com problemas físicos, bem como com a possível remoção de obstáculos de índole administrativa que fazem com que o guarda-redes Soarito não faça parte do grupo que tem estado a trabalhar na vila fronteiriça de Namaacha.

 

DERROTA NA QUARTA-FEIRA

 

No prosseguimento da sua preparação, o Maxaquene voltou à vizinha Suazilândia, desta feita para Manzini, onde defrontou o representante local, o Adicionou +1 publicamente. AnularManzini Sundowns. Nesta partida, certamente que com os efeitos da carga física a fazerem sentir-se nas pernas, os campeões nacionais perderam por 4-3, um resultado não preocupante para a equipa técnica, que tem estado a utilizar todos os jogadores nestes amistosos, na tentativa de definição atempada da equipa-base.

Devido à indisponibilidade de equipas, em razão do campeonato da Suazilândia estar a decorrer, o Maxaquene não pôde realizar a terceira partida projectada para o passado fim-de-semana, tendo regressado a Maputo para a folga dos jogadores.

Hoje, no seu campo da baixa da cidade, Arnaldo Salvado vai submeter a equipa a um treino ligeiro, com sapatilhas, para amanhã voltar à Suazilândia para mais uma partida de controlo, regressando no mesmo dia a Namaacha. Na quarta-feira, os “tricolores” voltam para a terra de Nswati III, onde deverão realizar a quarta e última partida de preparação. Quinta-feira é o regresso definitivo para a capital do país, onde se vai prosseguir com a preparação da equipa, já pensando nas competições previstas no calendário do ano em curso.

 

APRESENTAÇÃO DO PLANTEL

NO PRÓXIMO SÁBADO

 

Ao contrário do que inicialmente estava agendado, a direcção do Maxaquene decidiu antecipar o jogo de apresentação do plantel aos sócios e adeptos do Maxaquene para o próximo sábado, no campo da Baixa.

Num ambiente que se espera seja de uma autêntica festa, para além da apresentação dos jogadores, um a um, e do próprio jogo, está prevista muita animação, com muita música e dança protagonizadas por artistas renomados da nossa praça.

Em relação ao adversário que deverá apadrinhar a apresentação da equipa, a direcção do clube tem estado a trabalhar com alguns nomes, entre nacionais e estrangeiros, faltando apenas a tomada de decisão. Entretanto, por razões históricas, a primeira preferência do Maxaquene, a nível interno, é o Desportivo, por aquilo que apelidam de “razões históricas”, esperando-se saber se até essa altura a equipa técnica “alvi-negra”, liderada por Artur Semedo, terá a equipa em condições de fazer uma partida do género.

Caso o Desportivo, que fez a sua aparição pública no passado, não esteja disponível, a segunda alternativa é o Matchedje, que já vem treinando desde semana passada. No que diz respeito à hipótese de um adversário estrangeiro, sabe-se que este seria da Suazilândia, como forma de retribuição dos jogos que os “tricolores” realizaram naquele país, desconhecendo-se, no entanto, os nomes das equipas possíveis.

 

 

ATÉ SÁBADO ESTARÁ EM CONDIÇÕES

 

Relvado da Baixa

em melhoramento

Votado ao abandono durante o tempo em que os “tricolores” utilizaram o campo da Machava, o piso da Baixa está a beneficiar de trabalhos que visam o seu melhoramento e tudo indica que até sábado o relvado esteja em condições mínimas para acolher uma partida de futebol, sem pôr em causa a integridade física dos jogadores

Aliás, com o rompimento do negócio com o Grupo Afrin, os “tricolores” têm mesmo de voltar a fixar-se nas suas antigas instalações, onde deverão preparar-se para os seus compromissos, sem deixar de pôr de lado a possibilidade recolocar a bancada central sombra, pensando mesmo em realizar os seus jogos no seu antigo e histórico recinto.

 

Publicidade
SN-GRÁFICA

Moçambola 2019

Pos Equipe J V E D GC GM Pts DP
1. C. do Sol 30 20 6 4 25 56 64 +31
2. UD Songo 30 19 3 8 29 47 59 +18
3. Fer. Maputo 30 13 9 8 22 34 43 +12
4. Fer. Beira 30 12 9 9 25 34 43 +9
5. Fer. Nacala 30 12 5 13 31 28 40 -3
6. ENH 30 10 11 9 30 29 37 -1
7. LD Maputo 30 11 7 12 36 30 37 -6
8. Textafrica 30 11 7 12 30 22 37 -8
9. Des. Maputo 30 10 10 10 29 35 36 +6
10. Incomáti 30 10 10 10 31 29 36 -2
LD Maputo 5 : 4 Des. Maputo
Têx. Púnguè 1 : 1 Nacala
B. de Pemba 1 : 2 ENH
Chibuto 1 : 0 UD Songo
Fer. Nacala 1 : 0 Fer. Beira
Fer. Nampula 2 : 1 C. do Sol
Maxaquene 1 : 0 Fer. Maputo
Textafrica 1 : 1 Incomáti

Director: Almiro Santos
Chefes da Redacção:
Reginaldo Cumbana e Gil Carvalho

Desafio é um Jornal desportivo, produto da Sociedade do Notícias.

O Jornal esta disponível em formato físico impresso, o mesmo pode ser lido em formato electrónico.

Play Store

AppStore

SNLogo2

Propriedade da Sociedade do
Notícias, SARL
Direcção, Redacção e Oficinas
Rua Joe Slovo, 55 • Cx.Postal 327
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
( Tel's: 21320119 / 21320120 )
Script:
Topo
Baixo