A COPA AMÉRICA É DO BRASIL

A seleção “inca” ofereceu mais resistência do que o jogo na fase de grupos em que acabou goleada por 5-0, mas no final cedeu à boa organização da equipa de Tite e à técnica apurada dos jogadores da canarinha que, mesmo com dois revezes, acabaram por desmontar a boa organização do onze de Gareca. Tite repetiu o mesmo onze que tinha apresentado frente à Argentina, com Alex Sandro a manter-se no lado esquerdo da defesa e um ataque móvel com o tridente Gabriel Jesus, Everton e Firmino que contou ainda com o apoio direto de Coutinho. O Peru apresentou-se bem organizado em campo, concentrado em fechar todos os caminhos para a baliza de Gallese e, numa fase inicial, com sucesso, com os extremos, desta vez com Carrillo na esquerda, a darem apoio aos laterais. O Brasil assumiu-se, desde logo, como condutor do jogo, mas, em conseguir imprimir velocidade, também não conseguia profundidade. O Peru sentiu-se confortável e até ensaiou alguns ataques antes de, aos 15 minutos, ser surpreendido num lance simples, mas extremamente eficaz do Brasil. Dani Alves, sobre o corredor direito, lançou Gabriel Jesus que, com um bom movimento, deixou Advíncula nas covas e cruzou para o segundo poste onde surgiu Everton, sem marcação, a encostar. Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade