Egipto, Marrocos e Camarões fora

Foi perante cerca de 74.000 espectadores que a selecção egípcia, comandada pela estrela Mohamed Salah, caiu, ao não conseguir ultrapassar a fase dos oitavos-de-final. O Egipto foi demasiado perdulário e depois acabou por não conseguir responder a mais um contragolpe, finalizado por Thembinkosi Lorch, a passe de Lebo Mothiba, aos 85 minutos. O fim do caminho para os “faraós” deixou os 75 mil espectadores em silêncio. Desde 1974 que o Egipto não perdia em casa um jogo de eliminação directa, sendo sempre favorito quando organiza.

NIGÉRIA AFASTA CAMARÕES

Em Alexandria, num jogo muito disputado, a Nigéria conseguiu levar a melhor sobre os Camarões, por 3-2, também aqui um resultado que não se esperava, já que os Camarões são os campeões em título. Odion Ighalo foi o homem do jogo, com dois golos e uma assistência. Foi, aliás, ele que abriu o marcador, aos 19 minutos, antes de os Camarões virarem o resultado, com os tentos de Bahoken (41) e N’Jie (44). Já na segunda parte Ighalo bisou, aos 63, antes de fazer o passe, aos 66, para o golo com que Iwobi “selou” o apuramento dos nigerianos. Assim, nos quartos-de- -final não haverá então o “sonhado” Camarões-Egito, mas um aparentemente mais desinteressante Nigéria-África do Sul. Do resto, os “oitavos” estão a ser férteis em resultados surpreendentes - já tinha dado a eliminação de Marrocos aos pés do Benin, na sexta-feira. O Benim continua a fazer história na competição, já que nas três participações anteriores não tinha sequer passado da fase de grupos e irá defrontar nos quartos-de- -final o Senegal, finalista do CAN em 2002. Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade