TEMOS QUE ANDAR DE MÃOS DADAS COM TODOS OS CLUBES

Quando tudo parecia perdido, António Gravata, de 42 anos de idade, conseguiu formalizar a sua candidatura às eleições da Liga Moçambicana de Futebol (LMF) a ter lugar no próximo dia 3 de Dezembro, depois de concedidas as48 horas por ele solicitadas parao efeito. A referida candidatura é reforçada pelo Clube de Desportos da Maxaquene. O ex-defesa do Maxaquene, Ferroviário de Maputo e da Selecção Nacional manifesta a vontade de fazer melhorias ao desenvolvimento do futebol nacional, conferindo melhores condições aos clubes no processo de evolução, podendo assim contribuir para melhores resultados dos “Mambas”.
- “É através dos clubes que se alimenta a Selecção Nacional. Por isso que os clubes devem merecer a nossa maior atenção. É importante melhorar o relacionamento com os filiados. Conhecer profundamente os seus problemas, as condições infra-estruturais,fincanceiras e a gestão do seu dia-a-dia. Como uma Liga de Clubesestamos dispostos a ajudar em vários aspectos de desenvolvimento dos mesmos. Temos que andar de mãos dadas com os todos os clubes, sem distinção. A liga existe por causa dos clubes. Por isso eles devem usufruir da liga para se alavancar em todos os aspectos”, disse o candidato.
Gravata disse apostar na sustentabilidade financeira do Campeonato Nacional, o Moçambola, referindo que “em todos os anos há ameaças de paragem do Moçambola por falta de dinheiro. não podemos continuar assim. É preciso fortificar as parcerias e alargar a base de parceiros”, disse o candidato à LMF.Leia mais...
Por: Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Arquivo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade