SERÁ QUE TODOS PERCEBEMOS O DISCURSO DO SANTO PADRE?

“Moçambique é um país de desporto . Recordo um grande jogador destas terras que aprendeu a não se resignar: Eusébio da Silva, Pantera Negra. Começou a sua vida desportiva num clube desta cidade. As graves dificuldades da sua família e a morte prematura do seu pai não impediram os seus sonhos; a sua paixão pelo futebol fê-lo preservar, sonhar e continuar para diante… chegando a marcar 77 golos para este clube de Maxaquene. Não faltavam razões para se resignar. O seu sonho e a vontade de jogar lançaram-no para diante, mas igualmente importante foi encontrar com quem jogar. Bem sabeis que numa equipa não são todos iguais, da mesma maneira. Cada jogador tem as suas características”.
O Santo Padre deu também exemplo de Maria de Lurdes Mutola, campeã olímpica nos 800 metros: aprendeu a perseverar, a continuar, a tentar, apesar de não ter cumprido o seu anseio da medalha de ouro nos três Jogos Olímpicos que disputou. Sucessivamente, na quarta tentativa, esta atleta dos 800 metros alcançou a sua medalha de ouro nas Olimpíadas de Sidney. A ansiedade não a deixou absorta em si mesma; os seus nove títulos mundiais não a fizeram esquecer-se do seu povo, das suas raízes, mas continuou a olhar pelas crianças necessitadas de Moçambique. Como o desporto nos ensina a perseverar nos nossos sonhos!”Leia mais...
Por: GILBERTO GUIBUNDA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto do Arquivo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade