PRÉ-OLÍMPICO AINDA PODE SALVAR A HONRA

Moçambique igualou o quarto lugar do Afrobasket de 2017 disputado no Mali, com quem perdeu mais uma vez no acesso ao terceiro lugar. A diferença do desfecho do Afrobasket do Mali (2017) e Senegal (2019) é que com este quarto lugar o combinado nacional ganha direito de participar no torneio pré-olímpico aos Jogos Olímpicos de Japão-2020. A falta de uma preparação rigorosa e ausência de um estágio competitivo pode ser a principal causa desta prestação de Moçambique, que até tem atletas de grande nível!
No jogo de apuramento ao terceiro lugar Moçambique não começou tão bem, tendo registado uma desvantagem de mais de 10 pontos naquela etapa inicial (17-5), tendo passado rapidamente para 19-8, resultado com que as duas formações terminaram os primeiros 10 minutos. Com o resultado naturalmente fora das previsões, as contas continuarão complicadas, visto que as malianas intensificaram o seu jogo, disparando contra um Moçambique que ainda que reagisse não conseguia encontrar soluços para dar volta ao cenário desfavorável, depois da grande exibição nas meias- -finais. Próximo do fim do segundo quarto as meninas orientadas pelo espanhol Julian Martínez corriam atrás de uma desvantagem de 12 pontos (31-19). Os números assustavam e preocupavam. O máximo que o combinado nacional conseguiu fazer foi reduzir para oito pontos (33-25). Boa reacção da equipa de todos nós que, assim, foi ao intervalo com uma desvantagem de oito pontos, depois de uma entrada para esquecer.Leia mais...
Por: Deanof Potompuanha
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos FIBA.com

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade