Songo nas “garras” do Simba

Num jogo, de facto, internacional (a UDS conta com jogadores moçambicanos e malawianos e o Simba (leão) com tanzanianos, quenianos, sudaneses e brasileiros, além de um treinador belga), os bicampeões nacionais acabaram por cair nas “garras” de um “felino” que soube estar e, tendo percebido, em devido tempo, que Luís Miquissone estava a criar-lhe problemas, soube anulá-lo na segunda metade.
De todas as formas, a UD Songo teve uma mão cheia de oportunidades de marcar, sobretudo na primeira parte, mas não conseguiu, acabando por ficar-se pelo 0-0. Agora resta enfrentar a “selva” que a espera no reduto do adversário no próximo dia 25 de Agosto, onde será decidido quem vai passar à eliminatória seguinte.
Desde o início saltou à vista que o Simba era uma equipa na retranca, com um bloco defensivo dificilmente penetrável.Leia mais...
Por: Eliseu Bento
Fotos de António Gombe

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade