Líder voa nas asas de Eva Nga e Isac

O Costa do Sol venceu ontem o Ferroviário de Maputo por 2-1, no clássico da 23ª jornada do Moçambola-2019, que teve como palco o estádio da Machava, na capital do país.

DOIS CANTOS DÃO VITÓRIA À LOCOMOTIVA

O Ferroviário de Maputo arrancou ontem em Vilankulo uma saborosa vitória por 1-2, mercê do aproveitamento vitorioso de dois pontapés de canto nos últimos minutos das duas partes do jogo, ambos pelo mesmo jogador, Nelson. Esta vitória premeia os comandados de Daúde Razaque, que ontem optaram por um jogo de contenção e bastante calculismo, aproveitando melhor as falhas do adversário.

Empate reflecte domínio repartido

Foi um jogo com duas partes distintas. Se na primeira os visitantes estiveram melhor, na segunda a equipa da casa equilibrou e comandou os acontecimentos em campo, justificando-se, deste modo, a divisão de pontos.

PERMANÊNCIA DOS LOCOMOTIVAS HIPOTECADA

Numa partida em que os “locomotivas” nampulenses tiveram tudo para ganhar, tudo indica que hipotecaram a sua permanência no Moçambola da próxima temporada, pois num jogo em que estiveram dois aflitos o mais feliz foi o Maxaquene, que conseguiu sair com um empate, apesar de também ter tido algumas oportunidades de marcar.

Só não viu quem é “cego”!

desafio tem a plena consciência que a liberdade de expressão e o direito à informação são princípios fun-damentais da democracia e razão primordial da existência da Imprensa. Portanto, os jornalistas são indivíduos que estão ao serviço da sociedade e os mesmos têm a missão de ter todos os sentidos apurados (serem os olhos, ouvidos e demais sentidos do povo), onde estiverem, reportando com fidelidade, precisão e honestidade os factos e acontecimentos de interesse público.

Mutong alivia pressão

Golo solitário de Mutong garante três pontos ao Maxaquene e alivia pressão na incómoda zona da despromoção. O jogo da 23.ª jornada do Moçambola afundou ainda mais o Baía de Pemba na tabela classificativa.

ENH MARCA 12º PENALTY EM CASA MAS PERDE EM VILANKULO

Em Vilankulo, o ENH perdia diante do Ferroviário de Maputo, quando o árbitro assinalou uma grande penalidade convertida por Betão. Foi a décima segunda grande penalidade a seu favor em Vilankulo. Todavia, antes do apito final os locomotivas da capital fizeram o 1-2, vencendo o jogo. No final da partida Daúde Razaque, ainda irritado, atirou farpas à equipa de arbitragem e aos treinadores anfitriões, alegadamente por instigar a prática nos seus jogos em casa.

Empatados no espírito e na letra

O Incomáti e o Chibuto empataram ontem a um golo, no espírito, em razão de um jogo equilibrado e na letra, pois os nomes dos autores dos golos foram Jacob, pelos donos da casa, e Joseph, pela turma forasteira, numa partida caraterizada por um tento madrugador dos comandados de Artur Comboio, prenunciando uma goleada, entretanto adiada.

EVA NGA JOGADOR DO MÊS

Eva Nga é o jogador mais votado do mês de Setembro, no âmbito do “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambola-2019”, cuja votação encerrou esta sexta-feira à noite.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade