Alvi-negros de raça!

A três jornadas do fim da primeira volta do moçambola, o desportivo de maputo marcou um passo importante na sua frenética luta para alcançar os seus objectivos nesta prova – a manutenção -, ao golear, ontem, no estádio nacional do Zimpeto o aflito Baía de pemba por 4-0. Bis de Flávio (20 e 23 minutos), um golo de peter (38´) e um de nelito (83´) permitiram à raça alvi-negra festejar ao rubro a vitória incontestável da turma de Artur Semedo.

IRREVERÊNCIA ECLIPSADA

Foi um Incomáti com muita autoridade e acima de tudo destemido em casa alheia que acabou, sábado, com o estado de graça do Maxaquene, que vinha de dois triunfos caseiros e categóricos – frente ao Ferroviário de Nampula e a Liga Desportiva de Maputo.

Textáfrica empata por culpa própria

Num jogo em que até beneficiou de maior número de oportunidades, o Textáfrica de Chimoio recebeu e empatou (1-1) com o Ferroviário de Nacala, em partida da décima terceira jornada do Moçambola.

Um hino ao futebol dos alvi-negros

Um autêntico hino ao futebol foi o que a equipa do Desportivo de Maputo brindou ao público que se fez ao campo 25 de Junho e que fruto disso passou ao lado de uma goleada que poderia azedar os ânimos dos “locomotivas” nampulenses, que não tiveram argumentos para parar o futebol fluído dos “alvi-negros” durante os quase noventa minutos.

FERROVIÁRIO DA BEIRA NÃO LARGA O “TRONO”

A equipa do Ferroviário da Beira chega ao fim da disputa da décima terceira jornada na dianteira da tabela classificativa, com 24 pontos, mais um que a União Desportiva do Songo. Os locomotivas do Chiveve receberam nesta jornada o Maxaquene e venceram por 2-0, enquanto os hidroeléctricosderrotavam na Bela Vista o Desportivo de Nacala por 2-1.

VALEU O TALENTO DE YUDI!

Foi o talento de Yudi, que aos 32 minutos fez a diferença num encontro bem disputado e que só não teve mais golos porque não calhou, pois oportunidades não faltaram nas duas balizas, o que acabou colorindo o espectáculo.

CHICO, SIDIQUE E FERNANDA PREMIADOS

Foram ontem premiados os vencedores das últimas jornadas – com excepção da décima primeira – no âmbito do “Prémio Desafio para Melhor Jogador do Moçambola-2019”. Trata-se de Chico, que venceu a premiação da nona e décima jornada, Sidique, que foi vencedor da sétima e oitava, e da adepta Fernanda Matavel, maior votante do mês de Junho.

Já não espanta a ninguém

Já começa a ser previsível o desfecho dos jogos do Clube do Chibuto no seu reduto, esperando-se apenas pela confirmação dos números. É que desde que arrancou a maior prova futebolística nacional os “guerreiros” de Gaza somaram por vitórias todos os jogos realizados em casa, totalizando, neste momento, seis vitórias. Em contrapartida, a equipa orientada pelo controverso Abdul Omar continua sem ganhar fora de porta, sendo que o único registo positivo foi um empate. Mas essa é conversa para outros cafés.

Resultado enganador

A União Desportiva de Songo perdeu a possibilidade de retomar a liderança do Moçambola, ao consentir um empate caseiro a duas bolas no jogo realizado ontem no seu estádio com o Costa do Sol.

Desportivo suporta o susto

O Desportivo de Nacala consentiu ontem no seu ninho um empate sem abertura de contagem com o Textáfrica do Chimoio, em partida referente à 12a jornada do Moçambola versão 2019, um jogo que fica marcado pela fraca qualidade do jogo realizado de ambas equipas, que acusaram quebra fisica e cansaço devido aos jogos realizados ao meio da semana, não tendo espaço de recuperar os jogadores.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade