CANÁRIO CANTA ALTO NA SOALPO

Os canarinhos bateram bem as asas e voaram para chimoio para destruir a máquina “fabril” por 1-0, na disputa da vigésima quinta jornada do moçambola, edição 2019, que está a cinco jornadas para o seu término.

LOCOMOTIVA DESCARRILA NA BELA VISTA

O Clube Desportivo de Nacala recebeu e derrotou o Ferroviário de Maputo por uma bola sem concorrência, na partida inserida na 24ª jornada do Moçambola, com os donos da casa a mostrar musculatura no que ao domínio de bolas e oportunidades diz respeito.

FABRIS VENCEM DUELO DO CHIVEVE

Vitória com tanto esforço foi o que a equipa do Têxtil do Púnguè fez para garantir os três pontos ontem no caldeirão do Chiveve por 0-1 diante da formação do Ferroviário da Beira.

Depois do empate... veio a derrota

O Chibuto está a caminho da crise de resultados caseiros, tendo na tarde de ontem registado a sua primeira derrota diante do Ferroviário da Beira por 0-2, em partida pontuável para a 24ª jornada do Moçambola. Um desfecho que se segue a um empate, também caseiro, frente ao Ferroviário de Nacala, na 22ª jornada.

LOCOMOTIVAS DO CHIVEVE LONGE DA LUTA PELO TÍTULO

O Ferroviário da Beira perdeu em casa diante do Têxtil do Púnguè por 1-0, com golo de Tico, e atrasou-se na corrida pelo título, mantendo-se na terceira, à condição, uma vez que o Ferroviário de Maputo, quarto classificado, ficou de fora este fim-de-semana devido ao compromisso internacional da UD Songo, seu adversário da jornada. Os fabris da Manga, mesmo com esta vitória, não saíram da cauda da tabela classificativa, com 19 pontos.

CABEÇA PRECIOSA DE DJONGWE

A tarde de domingo foi de festa para as dezenas de adeptos do Textáfrica que se deslocaram ao campo do Afrin. Não deram seguramente o seu tempo por perdido, já que a vitória sorriulhes e muito graças àquele belo gesto técnico de Djongwe, que respondeu com exactidão a um cruzamento bem tirado de Buda. É caso para dizer que a cabeça de Djongwe acabou por ser preciosa, num jogo que foi jogado muito a passo e a meiocampo, sobretudo na primeira parte. É também verdade que o calor intenso não permitiu que os jogadores tivessem a frescura física e até mental para elaborar aquelas jogadas que os adeptos por vezes dizem “valeu a pena pagar o bilhete”.

EVA NGA EM DOSE DUPLA

É a confirmação do grande mo-mento de Eva Nga no Moçam-bola-2019. O avançado cama-ronês ao serviço do líder do campeonato fez dobradinha, ao conquistar o prémio de jogador mais votado da 24ª jornada e do mês de Ou-tubro, no âmbito do “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambola-2019”.

SÓ DÁ EVA NGA

Eva Nga é o jogador mais votado da 23ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol e ao mes-mo tempo principal candidato à conquista da votação do mês de Outubro, no âmbito do “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambo-la-2019”.

Contra factos não há argumentos

O Desportivo de Maputo não teve estofo suficiente para aguentar e travar a velocidade imprimida pelos hidroeléctricos no jogo realizado na tarde de ontem no relvado da HCB, na vila do Songo, partida a contar para a 24ª jornada do Moçambola.

HARDBODY POR ORA NA MIRA DE TRÊS

Se o Moçambola-2019 terminas-se hoje apenas três dos cerca de 500 jogadores inscritos seriam elegíveis à disputa da final do maior prémio individual atri-buído a um jogador na principal com-petição do país: a viatura da marca Nissan Hardbody NP 300, cabina du-pla, 2.5DTI, com direito a assistência gratuita no agente durante três anos ou até 100.000 quilómetros, seguro coberto pela Fidelidade e 600 litros de combustível nas bombas da Petromoc durante um ano.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade