Louca perseguição do Songo ao canário

A formação da união desportiva do Songo entrou de rompante, com um caudal ofensivo na tentativa de resolver o jogo nos primeiros minutos, facto que aconteceu na passagem dos 2 minutos da partida, quando estava à vista o primeiro golo da partida por lau King, depois de receber um lance de telinho, saltar e cabecear para o ângulo direito dabaliza à guarda de aguinaldo, que teve de efectuar uma defesa com a palma da mão, desviando a bola por cima do travessão para fora do rectângulo de jogos.
Como se não bastasse e porque a palavra de ordem dos hidroeléctricos era atacar, não demorou o surgimento da segunda tentativa de abrir o score, só que não aconteceu devido ao bom instinto e reflexos do guarda-redes dos fabris de Chimoio, que sempre foi ao encontro do esférico. desta vez foi luísmiquissone que, descaído pela esquerda, conseguiu passar por três defesas do textáfrica, penetrou na grande área e com apenas aguinaldo pela frente tentou fazer algunsrodriguinhos sem nexo, perdendo a oportunidade de abrir o activo ao ser interceptado pelo defesa fabril Celso, que com toda calma e categoria o desarmou, afastando o esférico da zona de perigo.
O textáfrica apesar desta pressão esteve à medida do possível a tentar organizar o seu sistema de jogo para contrariar o pressing do adversário mas as suas fórmulas morriam um pouco pelo meio-campo defendido pela udSongo, que estava com uma defesa bastante compacta, não deixando brechas para permitir possível violação por parte dos atacantes de Chimoio.Leia mais...
Por: BERNARDO CARLOS
Fotos de Bernardo Carlos

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade