Valeu pelo penalty

Um golo na transformação de grande penalidade convertida pelo capitão Maninho garantiu os três pontos para a formação do Ferroviário da Beira diante do seu homónimo de Nacala na tarde de ontem no caldeirão do Chiveve, no jogo a contar para a última jornada da primeira volta do Moçambola.
Ganhou bem a equipa da casa porque foi a que criou mais oportunidades de golo e fazia um jogo bonito de se ver, trocando a bola a toda largura do campo de pé para pé, pecando somente na finalização.
Os locomotivas da Beira entraram com todo gás e queriam resolver a partida nos minutos iniciais mas não encontravam caminho para inaugurar o marcador.Leia mais...
Por: Nicolão Chichone
Fotos de António Gombe

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade