EXIBIÇÃO ESPECTACULAR MAS O GOLO NÃO APARECEU

Por: Jocas Achar
 
Numa tarde bastante amena e propícia para a prática de futebol, o 1º de Maio de Quelimane e o Ferroviário de Nampula empataram sem abertura de contagem, em desafio referente à 15ª jornada do Moçambola. Apesar do empate, os dois conjuntos protagonizaram uma belíssima partida de futebol que colocou em êxtase aos aficionados que acorreram ontem ao sintético dos locomotivos de Quelimane. Faltaram os golos necessários para colorir a espectacular exibição dos dois conjuntos ao longo dos 90 minutos do prélio. As duas equipas exibiram estoicismo através de uma boa lição de bem jogar futebol e os intérpretes dos sistemas tácticos e técnicos, os jogadores, mostraram capacidade de defender as cores dos seus clubes, não regateando esforço até suar a última gota de suor que tinham no corpo.  Era um jogo que se esperava de ajuste de contas, em função do resultado da primeira volta, disputada em Nampula. Os operários tinham sofrido um desaire de três bolas-a-zero e o jogo da segunda volta era uma oportunidade para se ressarcirem dessa vergonhosa derrota. Por seu turno, os locomotivas pretendiam demonstrar pujança e arcaboiço de superioridade e que o adversário tinha poucas soluções de ordem táctica e técnica para se impor. O estudo mútuo foi rápido, daí que os dois conjuntos lançaram-se deliberadamente ao ataque através de lances bem urdidos, que pecavam, no entanto, na falta de sequência por parte dos avançados para concluírem com êxito as jogadas. Aliás, os defesas estiveram bem, ao anular quase todas as iniciativas que visavam a baliza contrária. Nos primeiros vinte minutos da contenta o jogo foi bastante disputado ao meio. As cautelas defensivas não foram descuradas, principalmente pelos operários, que utilizaram o esquema táctico de 4x4x2 a defender e desdobrável em 4x3x3 no momento de partir para o ataque. Por seu turno, os visitantes usaram 4x3x3 do início ao fim, mas em várias fases do jogo tiveram algum ascendente em termos de controlo de jogo.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade