Contra factos não há argumentos

O Desportivo de Maputo não teve estofo suficiente para aguentar e travar a velocidade imprimida pelos hidroeléctricos no jogo realizado na tarde de ontem no relvado da HCB, na vila do Songo, partida a contar para a 24ª jornada do Moçambola.

HARDBODY POR ORA NA MIRA DE TRÊS

Se o Moçambola-2019 terminas-se hoje apenas três dos cerca de 500 jogadores inscritos seriam elegíveis à disputa da final do maior prémio individual atri-buído a um jogador na principal com-petição do país: a viatura da marca Nissan Hardbody NP 300, cabina du-pla, 2.5DTI, com direito a assistência gratuita no agente durante três anos ou até 100.000 quilómetros, seguro coberto pela Fidelidade e 600 litros de combustível nas bombas da Petromoc durante um ano.

LOCOMOTIVA DESCARRILA NA BELA VISTA

O Clube Desportivo de Nacala recebeu e derrotou o Ferroviário de Maputo por uma bola sem concorrência, na partida inserida na 24ª jornada do Moçambola, com os donos da casa a mostrar musculatura no que ao domínio de bolas e oportunidades diz respeito.

Líder voa nas asas de Eva Nga e Isac

O Costa do Sol venceu ontem o Ferroviário de Maputo por 2-1, no clássico da 23ª jornada do Moçambola-2019, que teve como palco o estádio da Machava, na capital do país.

Depois do empate... veio a derrota

O Chibuto está a caminho da crise de resultados caseiros, tendo na tarde de ontem registado a sua primeira derrota diante do Ferroviário da Beira por 0-2, em partida pontuável para a 24ª jornada do Moçambola. Um desfecho que se segue a um empate, também caseiro, frente ao Ferroviário de Nacala, na 22ª jornada.

Empate reflecte domínio repartido

Foi um jogo com duas partes distintas. Se na primeira os visitantes estiveram melhor, na segunda a equipa da casa equilibrou e comandou os acontecimentos em campo, justificando-se, deste modo, a divisão de pontos.

CABEÇA PRECIOSA DE DJONGWE

A tarde de domingo foi de festa para as dezenas de adeptos do Textáfrica que se deslocaram ao campo do Afrin. Não deram seguramente o seu tempo por perdido, já que a vitória sorriulhes e muito graças àquele belo gesto técnico de Djongwe, que respondeu com exactidão a um cruzamento bem tirado de Buda. É caso para dizer que a cabeça de Djongwe acabou por ser preciosa, num jogo que foi jogado muito a passo e a meiocampo, sobretudo na primeira parte. É também verdade que o calor intenso não permitiu que os jogadores tivessem a frescura física e até mental para elaborar aquelas jogadas que os adeptos por vezes dizem “valeu a pena pagar o bilhete”.

Só não viu quem é “cego”!

desafio tem a plena consciência que a liberdade de expressão e o direito à informação são princípios fun-damentais da democracia e razão primordial da existência da Imprensa. Portanto, os jornalistas são indivíduos que estão ao serviço da sociedade e os mesmos têm a missão de ter todos os sentidos apurados (serem os olhos, ouvidos e demais sentidos do povo), onde estiverem, reportando com fidelidade, precisão e honestidade os factos e acontecimentos de interesse público.

SÓ DÁ EVA NGA

Eva Nga é o jogador mais votado da 23ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol e ao mes-mo tempo principal candidato à conquista da votação do mês de Outubro, no âmbito do “Prémio Desafio Melhor Jogador do Moçambo-la-2019”.

Mutong alivia pressão

Golo solitário de Mutong garante três pontos ao Maxaquene e alivia pressão na incómoda zona da despromoção. O jogo da 23.ª jornada do Moçambola afundou ainda mais o Baía de Pemba na tabela classificativa.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade