Elias trava euforia alvi-negra

Elias trava euforia alvi-negra

Quarenta e dois dias depois, cinco jogos, quatro vitórias, um empate, 11 golos marcados, dois...

Sonho em estar no CAN e no Mundial

Sonho em estar no CAN e no Mundial

A dama que acompanhou Abel Xavier ao altar e ao seu lado permaneceu durante dois anos na primeira...

TEODOMIRO ÂNGELO ENTRA SERENO E FOCADO EM DEIXAR UM FERROVIÁRIO AUTOSUFICIENTE

TEODOMIRO ÂNGELO ENTRA SERENO E FOCADO EM DEIXAR UM FERROVIÁRIO AUTOSUFICIENTE

Teodomiro Ângelo completa hoje, segunda-feira, sete dias depois que numa cerimónia concorrida foi...

PRÉ-OLÍMPICO AINDA PODE SALVAR A HONRA

PRÉ-OLÍMPICO AINDA PODE SALVAR A HONRA

Moçambique igualou o quarto lugar do Afrobasket de 2017 disputado no Mali, com quem perdeu mais...

MABÊ QUER CHEGAR ÀS MEIAS-FINAIS

Por: DEANOF POTOMPUANHA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Arquivo
 

Depois do sorteio ao primeiro Campeonato do Mundo de Basquetebol Feminino Sub-19 que Moçambique participa, decidimos conversar com o obreiro da façanha para nos indicar as perspectivas para o inédito evento, uma vez que na última edição estivemos à conversa com o presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB) para abordarmos a “operação Tailândia”. - estamos num grupo forte. temos a anfitriã Tailândia, depois o vice-campeã do Mundo, o Canadá; e a Letónia que completa o nosso grupo. Entendemos que estamos num grupo forte porque todos países que se qualificaram é porque são fortes, merecem e têm capacidade para lá estarem. Agora cabe a nós como enfrentarmos este grupo forte e começarmos a trabalhar nesse sentido, começou por referir Mabê, para depois prosseguir. - Sempre trabalhamos tendo em conta a perspectiva de ocuparmos os lugares cimeiros, dar o nosso melhor e passarmos da primeira fase numa boa posição, o que nos permite teoricamente cruzarmos na segunda etapa com a equipa mais acessível do outro grupo, ambicionou, antes de garantir que tudo será definido no terreno, jogo após jogo. O nosso entrevistado reconheceu o poderio dos adversários, chegando a assumir que se tratam de países com uma forte tarimba, profissionais e com larga experiência, o que contrasta, segundo ele, com a realidade moçambicana.

Leia mais...

Publicidade

Moçambola 2019

Publicidade

Publicidade

Moçambola 2019

Pos Equipe J DP Pts V E D GM GC
1. C. do Sol 16 +14 30 9 4 3 29 15
2. UD Songo 16 +8 28 9 2 5 20 12
3. Fer. Beira 16 +8 26 8 4 4 18 10
4. Fer. Nacala 16 0 25 7 4 5 17 17
5. Chibuto 16 +2 24 8 1 7 18 16
6. Textafrica 16 -5 23 7 3 6 13 18
7. Des. Maputo 16 +8 22 7 3 6 22 14
8. Fer. Maputo 16 +8 22 7 5 4 18 10
9. Nacala 16 0 21 6 4 6 16 16
10. Incomáti 16 0 20 6 5 5 16 16
11. ENH 16 -2 20 5 7 4 17 19
12. LD Maputo 16 0 17 5 5 6 14 14
13. Maxaquene 16 -3 16 4 5 7 17 20
14. Fer. Nampula 16 -7 13 3 6 7 15 22
15. B. de Pemba 16 -14 9 2 5 9 9 23
16. Têx. Púnguè 16 -17 6 1 5 10 8 25
UD Songo 2 : 0 Têx. Púnguè
Nacala 0 : 3 Fer. Nampula
Fer. Maputo 3 : 0 LD Maputo
Fer. Beira 0 : 0 Incomáti
ENH 0 : 0 Maxaquene
Des. Maputo 0 : 1 Fer. Nacala
Chibuto 1 : 0 Textafrica
B. de Pemba 2 : 3 C. do Sol

Opinão

Publicidade

  • Publicidade

Temos 375 visitantes e 0 membros em linha

Facebook