Detractores ainda se vão surpreender com Abel Xavier

Acabou contratando Abel Xavier. Era a realização de um sonho antigo?

Não, porque eu não conhecia Abel Xavier. Conheci-o como jogador, mas não como treinador. Quando viajei para Portugal, para entrevistar vários treinadores, encontrei nele alguma coisa que se assemelha ao meu projecto, razão pela qual acabei optando por ele. Foram vários treinadores com quem conversei, que poderiam ter sido seleccionadores nacionais, mas depois de duas conversas com Abel Xavier encontrei semelhanças de opiniões, na forma como ele pensa o futebol, em relação à minha maneira de ver a modalidade. Vi que havia similaridades que nos podiam conduzir à celebração de um contrato com objectivos semelhantes.

César Langa/Luís Muianga