FMF chumba Mário Artur para Nacala

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Desportivo de Nacala deverá procurar encontrar um outro treinador nas próximas semanas, já que o currículo daquele que era até agora apontado como sendo o novo mister, Mário Artur, foi chumbado pela Federação Moçambicana de Futebol.

A decisão da Federação Moçambicana de Futebol de chumbar o currículo de Mário Artur surge na sequência de uma carta enviada pelo Desportivo de Nacala à instituição que superintende o futebol nacional para esta dar o seu parecer.

O parecer da FMF, a que desafio teve acesso, refere que Mário Artur não tem requisitos para treinar uma equipa do Moçambola.

A Federação Moçambicana de Futebol exige, neste momento, que um treinador do Moçambola tenha, no mínimo, o Nível B da Confederação Africana de Futebol (CAF) e o adjunto o Nível C.

Para a Divisão de Honra e os Campeonatos Provinciais a FMF exige que os técnicos tenham o Nível C para o treinador principal e o Nível II para os adjuntos, este último tirado em qualquer Associação Provincial de Futebol e reconhecido no Prédio Fonte Azul.

A fonte que adiantou ao desafio estas informações refere que não se trata de colocar um travão ou uma barreira aos técnicos estrangeiros que procuram emprego nos clubes moçambicanos, mas sim visa proteger os técnicos e desencorajar aqueles que não querem se formar.

 

OMAR NO ESTRELA DA BEIRA

Abdul Omar é o novo treinador do Estrela Vermelha da Beira, colectividade que o ano passado garantiu o histórico apuramento para o Moçambola. O técnico rubricou um contrato válido por uma época e tem a missão de conduzir a colectividade para garantir a manutenção na prova máxima de futebol nacional.

O vice-presidente de Estrela Vermelha, Joaquim Gomacha, e o próprio técnico, Abdul Omar, confirmaram a existência de acordo entre as partes.

Gomacha disse que o treinador assinou por um ano e deve a partir da próxima semana começar a trabalhar, quando o clube abrir as oficinas.

Entretanto, aquele dirigente revelou que o namoro já vinha há duas semanas e que só ontem é que houve o casamento. Ainda assim, durante o namoro as duas partes já traçavam planos conjuntos, nos quais dez atletas foram identificados para reforçar a colectividade na presente época.

- Já temos dez jogadores que irão chegar dentro da próxima semana quando abrirmos as oficinas para reforçar a nossa equipa. Os jogadores foram em conjunto identificados com a equipa técnica que tínhamos liderada por Rogério Chapo e Abdul Omar, com quem na altura ainda estávamos em negociações, afirmou.

Omar vai trabalhar no Estrela Vermelha com Rogério Chapo como adjunto, este que conduziu a colectividade a ascender ao Moçambola. Aliás, Rogério Chapo terminou recentemente o curso de terceiro nível que lhe faculta treinar uma equipa de Moçambola.

- Estamos a trabalhar no sentido de conseguirmos alcançar os nossos objectivos este ano. Dos reforços que já temos do pré-acordo três vêm de Maputo, cinco de Inhambane e dois do norte. Também não podemos esquecer que na cidade da Beira temos bons valores que podem ser úteis para a nossa equipa. Estamos abertos a receber jogadores que pretendem fazer testes, desde que não tenham compromisso com outros clubes, referiu.

Enquanto isso, Abdul Omar, contactado pela nossa Reportagem, confirmou ter chegado a acordo com o Estrela Vermelha para assumir o comando técnico da colectividade durante esta época.

- Assinei contrato hoje (ontem) com o Estrela Vermelha e é válido por uma época. Volto ainda hoje (ontem) a Inhambane para me preparar para o novo desafio da minha carreira. Não posso dar mais detalhes, o resto só a Direcção é que pode dizer, palavras de Omar.

Referir que Abdul Omar conhece bem a cidade da Beira, visto que já trabalhou no Sporting no ano 2011 sem no entanto terminar a época, transferindo-se depois para o Vilankulo FC.

 

Chibuto com 13 caras novas para 2013

O Clube do Chibuto, que foi uma das grandes revelações do Moçambola passado, está a reforçar-se à medida de uma grande competição. Para já são 13 os reforços anunciados pela Direcção do representante de Gaza.

A baliza é o sector com mais mexidas, visto que saíram todos os guarda-redes da época passada, tendo sido chamado Dionísio (ex-HCB do Songo), Neco (ex-Têxtil de Púnguè) e Osvaldo (ex-MG). Na defensiva o Clube do Chibuto reforçou-se com a integração de Maninho (ex-Têxtil), Silva (ex-Matchedje), Nhabanga (ex-MG), Frank (estrangeiro), Belo (ex-Incomáti). Para o miolo do terreno as escolhas recaíram sobre César Bento (ex-Ferroviário de Nampula), Kikito (ex-Matchedje), Jeremias (ex-MG) e Mambucho (ex-Incomáti). No ataque terá reforço de três jogadores, nomeadamente Stélio (ex-MG), José Gomes (ex-Ferroviário de Gaza) e Skaba (ex-Incomáti).

Da época que chegou a “ameaçar” fazer história no Moçambola sobraram apenas onze atletas, nomeadamente Nito, Duda, Zé Rasta, Bucho, Changuala, Jossias, Mário, Palatão, Gitinho, Ndjusta e Lalá.

O Chibuto, como apurámos ontem, irá iniciar os trabalhos de preparação da nova temporada no dia 15 deste mês, devendo cumprir os primeiros dias de preparação no seu terreno, mas depois seguirá para Nelspruit, onde vai cumprir um estágio de duas semanas.

 

ELEIÇÕES NO CHIBUTO

EM FINAIS DE JANEIRO

Os sócios do Clube do Chibuto reúnem em Assembleia Geral Ordinária, no próximo dia 26 de Janeiro, para elegerem anova direcção da colectividade.

Pelo que apurámos, tudo indica que Simão Cossa vai suceder Simão Cossa, mas com uma Direcção renovada, já que em princípio Luís Lalgy, um dos principais parceiros do Chibuto, deverá ocupar a vice-presidência para a Área da Administração e Finanças, entre outras mudanças tendentes a dar maior pujança ao clube.

Para permitir maior participação dos sócios e simpatizantes o clube tem núcleos espalhados pela província de Gaza assim como na cidade de Maputo, onde são admitidos novos sócios.

Em Maputo o processo é dirigido pela comissão que no início do ano passado se desdobrou à busca de meios para viabilizar a participação do Chibuto no Moçambola.

Entretanto, consta ainda da agenda a apreciação e aprovação dos relatórios de actividades e de contas e a aprovação dos novos estatutos do clube.

Publicidade
Subscreve se no Jornal Digital

Moçambola 2019

Pos Equipe J V E D GC GM Pts DP
1. C. do Sol 30 20 6 4 25 56 64 +31
2. UD Songo 30 19 3 8 29 47 59 +18
3. Fer. Maputo 30 13 9 8 22 34 43 +12
4. Fer. Beira 30 12 9 9 25 34 43 +9
5. Fer. Nacala 30 12 5 13 31 28 40 -3
6. ENH 30 10 11 9 30 29 37 -1
7. LD Maputo 30 11 7 12 36 30 37 -6
8. Textafrica 30 11 7 12 30 22 37 -8
9. Des. Maputo 30 10 10 10 29 35 36 +6
10. Incomáti 30 10 10 10 31 29 36 -2
LD Maputo 5 : 4 Des. Maputo
Têx. Púnguè 1 : 1 Nacala
B. de Pemba 1 : 2 ENH
Chibuto 1 : 0 UD Songo
Fer. Nacala 1 : 0 Fer. Beira
Fer. Nampula 2 : 1 C. do Sol
Maxaquene 1 : 0 Fer. Maputo
Textafrica 1 : 1 Incomáti

Director: Almiro Santos
Chefes da Redacção:
Reginaldo Cumbana e Gil Carvalho

Desafio é um Jornal desportivo, produto da Sociedade do Notícias.

O Jornal esta disponível em formato físico impresso, o mesmo pode ser lido em formato electrónico.

Play Store

AppStore

SNLogo2

Propriedade da Sociedade do
Notícias, SARL
Direcção, Redacção e Oficinas
Rua Joe Slovo, 55 • Cx.Postal 327
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
( Tel's: 21320119 / 21320120 )
Script:
Topo
Baixo