Novo amuleto de Abel

Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Ponderei bastante antes de escrever este artigo, mas lembrei de um sábio que dizia: aquilo que não dizemos acumula-se no corpo, transformando-se em noites sem dormir, nós na garganta, nostalgia, dúvidas, insatisfação e tristeza. O que não dizemos não morre… mata-nos”. Por isso passei por cima da nossa boa relação, mister Abel Xavier.

Clubes de custo zero negam Afrotaças

Atanásio Zandamela
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Ricardo Timbe já havia feito a arte final porque a opinião foi concluída na quarta-feira, contudo, a saída, sexta- -feira, do comunicado da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) que encerra o dossier zona Norte e coloca o Baía de Pemba no Moçambola-2019, que era móbil do meu artigo, fez com que tivesse que pensar noutro assunto e mandar o texto já feito para o lixo, pois, não se podia publicar algo extemporâneo: ócio de ofícios e bola para frente.

Ricardo Timbe já havia feito a arte final porque a opinião foi concluída na quarta-feira, contudo, a saída, sexta- -feira, do comunicado da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) que encerra o dossier zona Norte e coloca o Baía de Pemba no Moçambola-2019, que era móbil do meu artigo, fez com que tivesse que pensar noutro assunto e mandar o texto já feito para o lixo, pois, não se podia publicar algo extemporâneo: ócio de ofícios e bola para frente.

Lembrei-me que com o Moçambola a custo zero pretendia-se que os clubes se organizassem melhor e acima de tudo melhorassem suas infra-estruturas… até parece que os mentores anunciavam que um dia chegaria o licenciamento com as suas exigências.

Leia mais...

OS RESILIENTES NÃO VERGAM FACILMENTE!

ReginaldoCumbana
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Ainda estamos mal refeitos do desaire caseiro verificado sábado último em pleno Estádio Nacional do Zimpeto na recepção à Namíbia, que, contra algumas previsões, nos derrotou por 2-1, em jogo da terceira eliminatória do Grupo “K” de apuramento ao CAN dos Camarões, a ter lugar já no ano que se avizinha.

BIGODE MARROQUINO

Marrocos, com uma população estimada em mais de 35 milhões de habitantes, é um país regido por uma monarquia constitucional, democrática e social. O reino é dirigido por Mahomed VI, sétimo monarca mais rico do mundo, como foi considerado em 2009. A sua moeda, o dirham, tem grande peso em relação ao euro e ao dólar. Rabat é a capital de Marrocos, que tem Casablanca como a terceira maior cidade turística do país; capital de negócios, por ser a sua capital económica.

Rabat e Casablanca são as cidades mais pronunciadas pelos estrangeiros. Aliás confundem-se com todo o resto do país. Falar dessas cidades é, para muitos, falar de Marrocos, mesmo sem esquecer de outras cidades e regiões não menos importantes.

A sua evolução e a proximidade com a Europa (faz fronteira com a Espanha) remete-os, em algum momento, ao complexo de repulsa à África, reclamando espaço europeu. Essa posição marroquina pode fazer de Marrocos um país com pouco peso para nos restantes africanos, designadamente quando se trata de decisões em seu benefício, não encontrando apoios de outros membros do Continente Negro.

Leia mais...

VAMOS PARA CIMA DELES, RAPAZES!

Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Mesmo faltando quatro jogos para o final da campanha de qualificação ao CAN-2019, sinto-me forçado a dizer que a dupla jornada com a Namíbia é o “tudo ou nada” porque, para todos efeitos, somos obrigados a vencer os dois jogos ou, no mínimo, vencer um e não perder o outro. Por isso o meu grito e de muitos outros tem os dizeres seguintes: vamos para cima deles, rapazes! Mas vamos com tudo mesmo. Comam a relva se for preciso. Em todos os momentos dos 120 minutos pensem simplesmente que vencer é um imperativo.

O CRÉDITO QUE DEVEMOS AOS MAMBAS

Custódio Mugabe
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O afastamento da Selecção Nacional de Futebol – Mambas – da fase final do último CHAN em pleno Estádio Nacional do Zimpeto pelo Madagáscar indignou a nação inteira, sobretudo pelas circunstâncias criadas no primeiro jogo, terminado empatado a dois golos.

DO CRIME COMUM, CONIVÊNCIA AO TRUNFO DA INCOMPETÊNCIA

Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

No jogo vale tudo?

O jogo passou a ser regido por regras próprias há décadas e décadas, depois de um período de um amadorismo total. Foram criados organismos para fazer cumprir as leis e regras impostas, que se viram melhoradas de acordo com as circunstâncias. 

Assalto a Portugal e um aceno ao Zuneid, Dário e Chiquinho

ReginaldoCumbana
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Depois de muitos anos de “hibernação”, no que se refere à transferência de desportistas moçambicanos de Moçambique para Portugal, eis que a época futebolística 2018- 2019 se nos apresenta como um inigualável momento de boom, jamais visto mesmo, um êxodo de jogadores e treinadores moçambicanos para aquelas terras lusas, com todos os ganhos recíprocos que isso significa, merecedores de registo e aplausos.

E NO DIA em QUE HOUVER CATACLISMO NOS NOSSOS RECINTOS DESPORTIVOS?

Deanof Potompuanha
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Os estádios e campos de futebol são inequivocamente os palcos onde brilham as principais estrelas do futebol – nos últimos tempos resplendecem igualmente elementos de diversas áreas, como cultura, política, inclusive religiosos – facto que torna aqueles espaços muitos concorridos, dada também a sua grande capacidade de congregar multidões, é assim em todo mundo.

AS FACÇÕES PÕEM DE PÉ

Não quero tomar partido de nenhuma das facções do futebol moçambicano, ainda que espere, como hábito pelos seus mais prestigiadores actores, designarem o lado a que pertencemos. Independente de qualquer que venha ser a opinião, antecipadamente, digo que estou-me nas tintas, pois o meu compromisso é mesmo com a verdade dos factos, prossigo com aquilo que penso. Aliás, para mim ainda não surgiu um único elenco de associações desportivas que me encantem. A única certeza é de que há umas piores que as outras.

Pág. 2 de 6

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

sábado, 30 março 2019
F. Beira vs Textáfrica
00:00 | Beira
F. Maputo vs Desportivo
00:00 | Maputo
L.D. Maputo vs ENH
00:00 | Maputo

Publicidade