Siga-nos:

Opinião

Basquetebol

Notícias

Editorial

Retrovisor

Tabela de Preços

Meu futebol não merece os gestores que o tomaram

Alguns dos seis ou talvez mesmo todos os faltosos da reunião da Assembleia-Geral da Liga Moçambicana de Futebol estarão às gargalhadas ou a cantarolar as suas façanhas por terem conseguido que o grande encontro que definiria a continuidade das actividades que eles mesmos juraram servir não acontecesse. Podem não caber em si de todo o orgulho porque, tal como pensaram, o seu desejo acabou acontecendo.

De facto, a AG da LMF acabou sendo uma montanha que pariu um rato, depois de muito aguardada, após a projecção inicial para 26 de Janeiro. Ou seja, estava todo o país-futebolístico à espera desta reunião, convocada com o mínimo de 10 dias de antecedência, para a definição do que seria, ou se espera seja o 2017, em termos do Moçambola, mas um punhado de seis pessoas, erradamente destacadas para dirigir os interesses de milhares dos sócios e simpatizantes das respectivas colectividades, exerceram a tirania que não declararam no dia da tomada de posse e tentam adiar o regresso do convívio dos amantes do futebol com as emoções da modalidade.

Desconheço as motivações (especula-se que um esteve algures na província de Maputo, bebendo a epocal bebida chamada ukanyi, ou canhu, porque se esquecera de ter sido convocado), mas sei que se uns não foram por convicções próprias, outros não se fizeram presentes a reboque. E destes a minha total indignação, ao mesmo tempo que faço votos para que, muito rapidamente, aprendam a gerir a sua própria existência.

Sejam quais tenham sido as razões, os faltosos, que se gabam de ter “castigado” Ananias Couana com a noite de sábado para domingo muito mal passada esqueceram de um detalhe que pode ser um monstro, no âmbito da sua eventual busca de justiça que o respeito pelas entidades que garantem o Moçambola. Refiro-me aos patrocinadores que não tiveram nada a ver com Miguel Matabele, Alberto Simango Jr. e não têm nada com Ananias Couana, mas comprometidos com o  futebol.

Custa-me acreditar que alguém que possa pautar pela justiça, ou pela lisura, enverede pela linha de destruição, ou pelo maquiavelismo para conseguir propósitos pessoais. Sim, digo pessoais, porque tenho quase a absoluta certeza de que nenhum dos representantes dos clubes faltosos convocou uma assembleia-geral local para dar a conhecer aos seus associados da intenção de não participar da AG, por esta ou aquela razão. Porque podem e mandam, pura e simplesmente, deixaram de lado a possibilidade soberana de fazer saber e valer os seus interesses, em fórum próprio. Ficaram nas suas casas, a reunião não se realizou e o futebol, que eles juram servir, está parado, sem se saber se começa  próximo fim-de-semana ou não.

Como se não bastasse a fritura de marido traído, como se não fosse suficiente o assassinato da criança pelos pais, por namorar um quarentão e nem mesmo o violento homicídio do jovem casal que cobrava satisfações num negócio de terreno mal parado, vêm os (supostos) fazedores do futebol brindar por um cobarde boicote da AG, que tinha o condão de marcar o arranque da prova que pregam prezar.

Podem até entender que as condições ainda não estejam criada para o começo do Moçambola, pela complexidade do arranque da temporada económica de algumas empresas, ou que Couana esteja a ser precipitado, mas voltaram a errar, justificando um erro por outro erro, desperdiçando a possibilidade de exibir grandeza, falando e argumentando em fórum ideal sobre aquilo que pensam deva ser este futebol. Onde está o senso de responsabilidade? Sinceramente, não são estes dirigentes que devem gerir o meu futebol.

Com todo o fair-play… 

César Langa

0
0
0
s2sdefault
2final.gif
BNIfinal.gif
1final.gif
web_banner_1.gif

Sondagem

O que acha do site?

Quem está online?

Temos 137 visitantes e sem membros em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador