AINDA PODEMOS SALVAR O FUTEBOL!

Custódio Mugabe
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Dois processos centraram nos últimos dias as atenções da família do futebol, nomeadamente a deliberação da federação que castiga a Associação Desportiva de Macuácua e por consequência qualifica o Desportivo ao Moçambola 2019, e a realização da Assembleia-Geral da Associação Provincial de Futebol de Sofala, quarta-feira passada.

No primeiro caso, ganharam eco novas abordagens, indicando que o histórico clube de Calton Banze e Lurdes Mutola também cometeu irregularidades, por isso devia ser sancionado antes do Macuácua.

Uma discussão que merece atenção dos que lidam no seu quotidiano com a ciência do Direito. Para leigos como eu, o mais interessante nesta discussão é o Macuácua apresentar os pais, irmãos, tios e avós moçambicanos de Samuel Siaw, porque, efectivamente, o Conselho de Disciplina da FMF puniu os gazenses por utilização dum jogador não moçambicano com bilhete de identidade de Moçambique.

Leia mais...