OS RESILIENTES NÃO VERGAM FACILMENTE!

Estamos de “cócoras”, é verdade, mas se a perseverança é a habilidade de continuar tentando após sermos derrotados, se cada tropeço ou fracasso pelo caminho devem nos fazer mais fortes, então não resta espaço para julgamentos nem desânimos, mas sim uma luta de peito levantado para buscarmos forças onde não existem e seguirmos em frente.

A derrota de ontem é vergastante, dói demais e eu entendo a frustração colectiva perante tamanho desaire, mas deve haver coragem suficiente para percebermos que todos nós devemos estar juntos, unidos, no sentido único de enfrentarmos com firmeza este duro teste à nossa resiliência ao sofrimento.

Leia mais...