URGE REFORMULAÇÃO DAS SELECÇõES DE FORMAÇÃO

Por: RAIMUNDO ZANDAMELA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto de Arquivo
 
O afastamento da selecção de honras na corrida para o Campeonato Africano das Nações (CAN) acabou sendo o expoente máximo de um fracasso que deitou por terra o esforço de um trabalho árduo levado a cabo pela equipa técnica comandada por Abel Xavier, a sua multifacetada equipa e, por fim, pela Federação Moçambicana de Futebol (FMF), esta última que não mediu esforços para garantir com que todo o apoio logístico, não só, tornassem a campanha um sucesso! A verdade, porém, é que os insucessos registados pela selecção principal acabam tendo uma repercussão com efeito dominó sobre as selecções de formação, deixando transparecer uma imagem negativa que muitas vezes chega a não corresponder a verdade, pelo menos a avaliar por aquilo que tem sido o desempenho de algumas delas. Porém, analisando de uma forma fria e desapaixona da, é preciso reconhecer que o quadro é assustador e urge agir a tempo caso o país não queira comprometer o futuro da equipa principal. Quando a selecção nacional sub-17 de futebol de Angola subiu ao pódio e ergueu o troféu, fruto da conquista da 7ª edição do Torneio COSAFA, que teve lugar em Port Louis, capital das Maurícias, no ano passado, uma coisa ficou clara. Nada do que foi feito foi obra do acaso. Por conta dessa conquista, Angola conseguiu o apuramento para o CAN da categoria, que arrancou ontem (domingo) na Tanzânia. O português Pedro Gonçalves, de 42 anos idade, técnico da selecção angolana, é um dos rostos visíveis desse sucesso, coordenado pelo espanhol Ramon Alturo, director-técnico dos sub-17 e que esteve também ligado à Academia de Futebol de Angola (AFA). A contratação destes profissionais surge como resposta face à necessidade de alavancar o futebol angolano a partir da base e pensado no futuro. Esta é a visão de um projecto traçado pela Federação Angolana de Futebol (FAF) que projecta colocar a selecção no Campeonato Mundial de Futebol a ter lugar no Peru e em outros compromissos. É também uma oportunidade de demarcar espaço e impor respeito na região, não só.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade