Manjate estranha retirada do “Africano”

Por: Atanasio Zandamela
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Arquivo

A Federação Moçambicana de Patinagem (FMP) diz que não faz nenhum sentido a retirada do país e consequente atribuição do “Africano” de qualificação ao Campeonato do Mundo em 2019, atribuído em Junho a Moçambique, a Angola.

Para Nicolau Manjate, esta é “uma decisão para lamentar e estranhar, porque há um mês (15 de Outubro), quando tomámos consciência de que não estávamos cem por cento garantidos de que íamos organizar a prova, enviámos uma carta à Federação Internacional e Confederação Africana a pedir alteração ou adiamento e na altura não indicava para este fim que é preciso ressaltar não nos foi oficialmente comunicado”, explica.

Manjate revelou que quando o país solicitou adiamento o comité aceitou a alteração e pedia que “Moçambique sugerisse outras datas e enviasse o programa. Já havíamos alinhado as datas, neste caso, de 8 a 11 de Fevereiro de 2019. Estava tudo acordado”, asseverou.

Leia mais...