Ranking coloca MAMBAS como últimos do grupo “K”

A 26 dias da recepção da Zâmbia, partida que poderá clarificar se Moçambique continua ou não na luta pelo apuramento para a quinta jornada do Grupo “K” de qualificação para a 32ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN), Camarões-2019, uma queda vertiginosa no ranking da FIFA agitou a última semana.

As nove posições da queda, a maior desde que Abel Xavier assumiu os Mambas, são consequência das duas derrotas – 1-2 no Estádio Nacional do Zimpeto e 1-0 em Windhoek – ante Namíbia para terceira e quarta jornadas do Grupo “K” e colocaram Moçambique como sendo a selecção que registou o trambolhão mais acentuado das 211 selecções mundiais avaliadas pela FIFA.

Ainda que os rankings não ganhem jogos – a campeã do mundo, França, está em segundo lugar e a Bélgica, que foi terceiro, lidera – o certo é que dá algum prestígio às selecções, daí que já o presidente da FIFA, Gianni Infantino, chegou a admitir que já houve período em que havia tentativas de fraude e manipulação das selecções para subirem posições no ranking.

Leia mais...