OTM E CLUBE DO AEROPORTO VÃO A TRIBUNAL POR DISPUTA DE IMÓVEL

Por: Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
Fotos de Arquivo

A Organização dos Trabalhadores de Moçambique (OTM) intentou uma acção judicial contra o Clube do Aeroporto e a Administração do Parque Imobiliário do Estado (APIE) devido à disputa de um imóvel nacionalizado nos finais da década de ’70, que outrora pertenceu ao Clube Recreativo Os Bairristas de Mavalane (também conhecido por Clube do Aeroporto), criando em 1967.

Depois de o edifício ter sido encerrado durante 17 anos, a Associação Projecto de Vida para Crianças e Jovens (PROVIDA), com fundos da Cooperação Francesa, Cooperação Técnica Belga e o Fundo de Promoção Desportiva, assumiu, em 2003, a gestão do referido imóvel, depois de encetar, na altura, negociações com o Sindicato dos Profissionais de Estiva e Correlativos (SIPEOC). Nessa altura, o espaço estava em total degradação e servia como covil  de marginais e bandidos, vindo a ser reabilitado pela PROVIDA para implementação das suas actividades.

Volvidos anos, no sentido de estar esclarecida sobre a titularidade do imóvel, a PROVIDA efectuou deligências junto ao Registo Predial, tendo extraído a certidão que refere que este reverteu a favor do Estado no âmbito das nacionalizações.

Leia mais...