TRICOLORES DEVEM VOLTAR A SER GRANDES

Por: Atanásio Zandamela
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto de Arquivo
 

Arlindo Mapande reafirma que continua sendo candidato à presidência do Maxaquene, renovando o manifesto apresentado em Abril e que tem como principal cavalo de batalha a recuperação do campo da baixa para que em 2019 volte a ser utilizado, para além de resgatar o estatuto de grande em todas modalidades como já foi num passado não muito distante. Mapande assegurou que a sua candidatura – reforçada com a integração de algumas pessoas e melhoria no seu manifesto como resultado das conversas que foi tendo com muitos sócios e simpatizantes – vai dar entrada, em princípio, amanhã um dia antes do encerramento, que segundo o regimento eleitoral acontece 10 dias antes das eleições, que estão marcadas para dia 14. Mapande reafirma que no campo desportivo pretende devolver a grandeza e ambição pelos títulos que foram se perdendo nos últimos anos no futebol e basquetebol, que são as principais modalidades do clube. “Quando falo de voltar a ser grande refiro-me a uma grandeza em termos de ambição e algum orgulho que é sempre bom para qualquer clube. Não se pode permitir que continuemos banalizados como chegou a acontecer no futebol e tem sido prática no basquetebol, pois a nossa história é de vitórias. Queremos voltar a ser respeitados e a ser orgulho para os nossos sócios e simpatizantes. Quem olhar para o Maxaquene tem de voltar a ver um clube grande, candidato ao título em todas competições e modalidades que disputar, o que não tem sido prática nos últimos cinco/seis anos”, disse.

Leia mais...