VAMOS ATRÁS DO TÍTULO PORQUE AINDA É POSSÍVEL

Por: Atanásio ZAndamela
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Arquivo
 
Mudam-se os treinadores, mas mantém-se a ambição pelo título por parte do Clube do Chibuto. Este é o desejo recíproco entre a Direcção e o treinador Daúde Razaque, que começou terça-feira a comandar uns “guerreiros” arredados da Taça de Moçambique mas com as suas atenções viradas para o título, que ainda é matematicamente possível, até porque à data da assinatura de contrato a diferença pontual para com o líder era de seis pontos (21-16) e a 18 jogos (54 pontos) do término do Moçambola. O treinador Daúde Razaque e o presidente Betuel Saveca mostram alguma reciprocidade nos respectivos discursos, apontando a conquista do Moçambola-2018 como estado por detrás do contrato de seis meses assinado justamente na terça-feira passada.