Portugal é o melhor destino

– Nós sabemos que os nossos atletas saem de Moçambique com algumas lacunas de forma-ção e nesse sentido temos que minimizar as dificuldades de adaptação, ou seja, Portugal usa a mesma língua que a nossa, a alimentação é similar, o mesmo acontecendo com estilo de vida, afirmou Zuneid, que refere haver outra aspecto que considera fundamental. - Normalmente nos países europeus e até na África do Sul há limite para a inscrição e utilização de estrangeiros e devido à falta de visibilidade do nosso futebol há dificuldades em apostar nos atletas a evoluir em Moçambique. Em Portugal os moçambicanos não são con-siderados estrangeiros. Temos estatuto de igualdade. Esse aspecto facilita, explicou Sidat, afirmando igualmente que depois da adaptação ao futebol português o jogador moçambicano tem portas abertas para outros mercados mais exigentes.