JAMINE APRESENTARÁ ROSTOS DA SABOTAGEM

Por: Deanof Potompuanha
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Arquivo

A 5ª edição da Liga Nacional se Futebol Feminino, terminada na última semana, consagrou a União Desportiva de Lichinga como bicampeã nacional, com 33 pontos, mais 11 que Cocorico de Nampula e 12 que o Ferroviário de Maputo, em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Os feitos da incansável equipa de Lichinga passaram despercebidos devido às várias situações que foram decorrendo durante a prova. A título de exemplo, o troféu “fair-play” foi entregue ao Ferroviário de Maputo, ao invés da Academia Militar, por esta, segundo afirma a LNFF, ter abandonado o jogo contra a UD Lichinga, depois de ter sido marcada uma grande penalidade. O caso da Força da Mudança, que teria apresentado uma equipa incompleta diante da mesma UD Lichinga, alegadamente por lesões causadas pelo esforço físico, foi outro caso. No entanto, o presidente da LNFF, Augusto Jamine, fala de um provável receio daquela formação de Manica de sofrer goleada, até porque a seguir apresentou plantel completo diante do Ferroviário de Maputo. Estas e outras questões foram o mote para entrevista com o presidente da LNFF, que divide opiniões.

Leia mais...