CHEGAR AOS MAMBAS CAUSOU UMA SENSAÇÃO INDESCRITÍVEL

Por: Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Arquivo

O ano de 2018 vai ficar definitivamente marcado na vida do futebolista Amade Momade, também tratado por Amadou, que no passado dia 17 de Novembro estreou-se pela Selecção Nacional de åMoçambique. Faltam alguns minutos para o fim da partida quando Abel Xavier chamou pelo jogador, nascido no Mali, para juntar-se a Kambala no eixo do meio-campo como forma de impedir que os zambianos criassem jogadas de perigo. O jogador conseguiu preencher e bem os espaços com o seu colega da União Desportiva do Songo, valendo a segunda vitória consecutiva sobre a Zâmbia na campanha de qualificação ao CAN-2019. Antes Amadou conquistara pela primeira vez o seu primeiro campeonato nacional. “Este é o meu ano. Ser campeão pela primeira vez e estrear-se pela selecção no mesmo ano deixa feliz a qualquer um”.

Amadou, que vai completar 22 anos de idade a 3 de Dezembro, veio a Moçambique, concretamente para a província de Nampula, ainda menor, na companhia de um comerciante, seu tio, que cuidou dele e deu educação. Cresceu no meio dos macuas e cedo veio o gosto pelo futebol, jogando no Bairro de Muala-Expansão. Foi lá onde foi descoberto, vindo a integrar a equipa júnior do Ferroviário de Nampula, onde só fez dois jogos, antes de subir aos seniores.

– “Fui cedido ao Ferroviário de Pemba, depois fui para o Ferroviário de Nacala e seis meses depois voltei ao Ferroviário de Nampula. O mister Chiquinho Conde foi me buscar para reforçar a União Desportiva do Songo este ano. Tive uma época boa”.

Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade