"CASO SIAW" EM ANÁLISE E POR ORA A FMF RECONHECE OS VENCEDORES

Por: Gilberto Guibunda
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Félix Matsinhe

Na hora de fazer o balanço da Divisão de Honra que durante praticamente sete meses decorreu nas três regiões do país, designadamente Norte, Centro e Sul, o presidente da Federação Moçambicana de Futebol, Alberto Simango Jr, considera que a mesma correspondeu às expectativas. São indicadores desta afirmação, de acordo com o timoneiro da FMF, o grosso número de clubes participantes que consubstanciou uma grande competitividade.

Contudo, e como não deixaria de mencionar, fenómenos como violência nos recintos desportivos, as desistências a meio da prova e o mais recente “caso Siaw”, que está merecendo tratamento adequado pelo órgão de direito da FMF, são alguns “casos quentes” que diminuíram o brilhantismo da prova ora terminada.

– A recém-terminada prova da Divisão de Honra foi de encontro àquilo que a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) projectara?

Leia mais...