SOU APENAS OPÇÃO DOS TÉCNICOS, NÃO SOU O GUARDA-REDES PRINCIPAL DA EQUIPA

Por: GILBERTO GUIBUNDA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de José Zangado (CFvM)

O namoro com o Clube Ferroviário de Maputo começou quando tinha 12 anos (2011) e alinhava pelos infantis da Conseng e logo numa partida em que a sua equipa jogara no campo do Cape-Cape, em Chamanculo. O técnico Sebastião, do quadro técnico dos locomotivas, foi quem pela primeira vez ficou impressionado pelos reflexos do agora primeira opção de Nélson Santos na baliza do Ferroviário. Três anos mais tarde já fazia parte da formação locomotiva e de lá para cá foram histórias sucessivas na vida do jovem Kipinha, que afinal de contas faz o que faz porque filho de peixe também sabe nada! Incorporado logo para os iniciados pelo então técnico António Hua, que já trocou os relvados pelos computadores do clube, alternava entre esta camada inicial e juvenis, sempre que fosse solicitado. Há cinco jogos (a epopeia começou em Nampula na vitória por dois a zero frente ao Sporting) a esta desfruta da oportunidade que Nélson Santos o concedeu (e aqui há que dar muito mérito e coragem do/ao português, que valoriza os jovens da cantera locomotiva). E estas suas declarações “sou apenas opção dos técnicos, não sou o guarda- -redes principal da equipa”, revelam o respeito pelos colegas, a retirada da pressão em si além da naturalidade e maturidade com que encarra o desafio. – De onde surge a alcunha Kipinha, que não é o seu nome oficial?

– (Risos!) Foi o meu primeiro treinador, António Hua, da formação do Ferroviário de Maputo que me atribuiu esse nome. Acabava de vir da Conseng em 2014 com 15 anos de idade e eu, franzino e inocente (no sentido restrito) que era, não percebia lá muito bem das coisas, e desde então o nome ou alcunha foi crescendo e é pelo qual muitos me conhecem hoje. Inocente no sentido restrito porque entendia o que queria porque desde miúdo que eu queria ser guarda-redes de futebol.

– E quando é que começa o bichinho pela defesa dos golos?

Leia mais...