JÁ NÃO SE FALA DA VENDA DO CAMPO

Por: Atanásio Zandamela
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Urgel Matule
 

Dois meses – desde 25 de Abril – depois de assumir a presidência da Comissão de Gestão do Maxaquene, Hermenegildo Mavale aponta como principal triunfo o facto de, em conjunto com os sócios, ter conseguido espantar para sempre o desassossego que se vive há mais de 15 anos, altura em que se começou a falar/ negociar a venda do campo da Baixa, afirmando que “ninguém vai vender o campo porque não é intenção de nenhum sócio, como ficou claro nos diferentes encontros que fomos tendo. Aliás, ficou a intenção de que a próxima Direcção deverá trabalhar para materializar a intenção do regresso ao nosso campo”. Numa entrevista sexta-feira passada, Mavale revelou que a Assembleia-Geral Extraordinária, que culminará com a eleição dos novos corpos directivos, foi remarcada para dia 14 de Julho por questões de agenda do presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Sérgio Pantie, e lamentou, por outro lado, o facto de não ter conseguido promover lista única para o escrutínio que se avizinha, do qual reafirma que não é candidato.

Leia mais...