Próximo treinador deve ganhar tudo

Na hora do adeus ao comando técnico de um clube que orientou por duas épocas alternadas (2015 e 2017) depois de antes ter sido preparador físico, Santos diz estar satisfeito por aquilo que fez,

sobretudo este ano por ter conseguido devolver o clube mais ganhador – nove campeonatos nacionais e 12 Taças de Moçambique – do país às grandes conquistas.

É por isso que sem falsas modestas diz claramente que “o treinador que vier para a estrutura do clube vai ter uma tarefa extremamente difícil, porque deve fazer melhor que Nélson. Fazer melhor que Nélson é ter que ganhar tudo, uma missão difícil, ainda que não seja impossível. Por isso estou satisfeito por aquilo que fiz nestes últimos anos e sobretudo este último”, afirma o técnico português.

Atanásio Zandamela

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão

Publicidade