Jota: com uma letra se escreve goleada

O FC Porto voltou às vitórias, depois do desaire a meio da semana para a Liga dos Campeões, batendo o Nacional na Madeira por 0-4 numa partida em que Diogo Jota esteve em grande destaque, ao fazer um hat-trick ainda na primeira parte.

Desde o início que Nuno Espírito Santo assumiu a aposta em André Silva para liderar o ataque do FC Porto e nin-guém discute que o jovem internacional português tem talento para estar à altura da responsabilidade. O pior tem sido escolher quem lhe faz companhia. O técnico portista experimentou um pinheiro belga (Depoitre) e um excedentário espanhol (Adrián Lopez) com fracos resultados, e só neste sába-do resolveu juntar a André Silva outro jovem português a quem também é reconheci-do grande talento. Chama-se Diogo José, mas todos os conhecem por Diogo Jota.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão