Mestre Vânia Vilhete sagra-se bicampeã nacional de xadrez

Em masculinos, a prova foi ganha por Donaldo Paiva, candidato a mestre internacional, tendo totalizado sete pontos e meio, destronando desta feita o mestre Mateus Viajeiro, que ocupou o segundo lugar, com sete pontos. Na terceira posição posicionou-se Person Abrantes, com seis pontos.

O vencedor da prova, Paiva, afirma que o título de campeão é o que faltava nas suas colecções de troféus, acrescentando que vem se preparando desde o ano passado para conseguir este lugar de pódio.

“O meu dossier está completo em Moçambique. Só falta disputar títulos internacionais. Acredito que este ano será positivo e conquistarei o título de mestre ”, afirmou Paiva, que acrescenta que o que lhe falta são oportunidades de viajar, apelando, desta forma, aos patrocinadores que dêem o seu apoio neste aspecto.

Já Mateus Viajeiro, que ocupou o segundo lugar, queixa-se do adversário Person Abrantes, alegando que este teve um comportamento anti-desportivo e não mostrou fair play.

– Um campeão tem que saber quando é hora de ceder. O árbitro foi avisado mas não tomou providências e o atleta continuou com o mesmo comportamento, não respeitando o lema da Federação Nacional de Xadrez, segundo o qual “somos uma família”.