FMT terá oito quadras no Zimpeto

O projecto, que já deveria estar em curso, acabou tendo um ligeiro atraso porque o Executivo liderado por Valige Tauabo decidiu pela sua alteração do plano inicial, que incluía apenas três quadras (com uma principal e bancadas) passando a trabalhar para o de oito com bancadas móveis, porque “isso significa que termos mais campos e mais atletas a aprender, a treinar ou a jogar ao mesmo tempo”.

Por isso a Direcção de Tauabo redesenhou o projecto e submeteu-o à Federação Internacional de Ténis (ITF, sigla em Inglês) e há crença na sua aprovação no início de 2017 e principalmente no aumento de verbas para a sua execução.

Acreditamos que a ITF pode aumentar a sua comparticipação para além dos vinte mil dólares inicialmente aprovados. Estamos esperançosos em ter resposta positiva e vermos esta (ITF) a suportar na totalidade a construção das oito quadras. A aprovação e início de obras constituem o grande desafio para 2017. É algo que gostaríamos de ver concluído em 2018 ou no máximo até final do mandato.

Atanásio Zandamela/Luís Muianga