Karl Pitzer aprovado para Itália

O merecido bilhete, conquistado com nota de excelência na Rotax Max African Open premeia o piloto pela excelente performance que demonstrou desde o início dos treinos livres, sucendendo o mesmo nas pole positions da qualificação, da pré-final e da grande final.

Em todos esses momentos, Karl Pitzer mostrou que saiu de Maputo decidido a vencer a prova e os restantes 18 pilotos seus concorrentes da categoria de Max Junior, incluindo sua irmã Naomi Pitzer e outro moçambicano que corria na prova, Eric Kasa. Com um total de 105 pontos, divididos em 35 pontos arrecados nas três series cronometradas, o piloto levou melhor no final com 14 e 16 pontos de vantagem sobre os restantes dois adversários que completaram os lugares de pódio, os sul-africanos Daniel Duminy e Wayland Wyman, respectivamente.

Com motivos mais que suficientes para satisfação, Karl Pitzer disse à Reportagem do desafio que esta conquista lhe enchia de felicidade e que a mesma estimulava a uma maior luta para os próximos compromissos.

– Sinto-me muito feliz porque conquistei a prova mais importante de toda a África na categoria de Max Junior. Não foi fácil, porque o circuito estava molhado por causa da chuva miúda que ia caindo. Mesmo assim, consegui resistir até ao fim. Os que vinham a minha trás faziam-me uma pressão que me obrigou a ter mais cuidado para evitar sofrer uma ultrapassem. As corridas e os treinos no ATCM ajudaram-me bastante- garantiu Karl Pitzer.

Gilberto Guibunda, nosso enviado a Pretória

Com o apoio do ATCM