Não vencemos mas somos vencedores

Redacção 

"Antes de mais, a minha vénia a estes jogadores. Eles não venceram este jogo, foram eliminados da corrida para a fase seguinte, mas são vencedores. Fizemos os dois jogos algo condicionados, por não termos podido contar com algumas das unidades-referência desta equipa.

Como se isso não bastasse, tivemos de jogar no mesmo dia em que fizemos mais de cinco horas de viagem, havendo, por isso, que calcular o cansaço que pesava sobre nós, perante um adversário mais bem posicionado no ranking em relação a nós. Garanto que muito em breve Moçambique estará entre as melhores cinco selecções de África”– Boris Pucic, treinador de Moçambique.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão