Maus maricianos “assassinaram” a hipótese de Moçambique no CAN-2017

A toalha já foi jogada para o chão. O CAN a ter lugar no Gabão passa para a história. É que a possível qualificação só seria por milagre, no seu extremo. Em duas jornadas, foram sofridas duas derrotas, uma das quais caseiras, frente a um adversário teoricamente acessível: o Ruanda.

O jogo de ontem era tido como o de redenção, pois tinha o condão de relançar o sonho dos Mambas, em termos de qualificação. Era mais da responsabilidade dos moçambicanos do que propriamente dos mauricianos, que haviam sofrido uma goleada (7-1) frente ao Gana, na jornada inaugural. Mas os mauricianos foram maus para Moçambique, ao extremo de quebrarem a tradição que confere vantagem aos Mambas nos confrontos entre ambas as selecções, o mesmo acontecendo nos jogos entre clubes, tal como foi o caso do Ferroviário da Beira que goleou o seu adversário nas Afrotaças.