ESWATINI É PASSADO SEGUE-SE ZIMBABWE

Por: SÉRGIO MACUÁCUA
Fotos de Arquivo

OS “Mambinhas” superaram a primeira eliminatória do acesso ao Campeonato Africano das Nações (CAN-2019) da categoria Sub-23, no Egipto, depois de arrancarem um empate a uma bola em Manzini frente à sua congénere da eSwatini, no jogo da segunda “mão”, depois do nulo em Maputo no desafio da primeira “mão”.

O golo marcado fora por Francisco na segunda parte de um jogo que foi tudo menos fácil para os “Mambinhas” foi suficiente para manter Moçambique vivo na corrida a um CAN, cujos três primeiros classificados terão acesso directo aos Jogos Olímpicos de 2020, que terão lugar em Tóquio, a capital nipónica.

O desfecho da eliminatória em Manzini, capital comercial do reino vizinho, veio repor a justifiça, pois no cômputo das duas “mãos” Moçambique foi melhor, tendo pecado por ineficácia, sobretudo no jogo do Zimpeto, onde o combinado nacional teve quatro a cinco oportunidades claras de golo falhadas. Em Manzini a ineficácia repetiu-se, sobretudo na segunda parte, com Mário e Kabine a serem perdulários em jogadas em que podiam ter matado a “eliminatória, evitando o tormento que os “Mambinhas” tiveram nos últimos cinco minutos.

Leia mais...

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão