BÉL-FRA E ING-CRO DISPUTAM VAGA NA FINAL DE DOMINGO

É um Mundial com meias-finais que não estavam na previsão de muitos, mas o facto é que a França, que afastou do caminho Argentina (nos oitavos) e Uruguai nos “quartos”, disputa acesso à final com a Bélgica, que cometeu a proeza de tirar do caminho o Brasil. Amanhã, às 20.00 horas, e já na quarta-feira teremos o jogo entre Croácia e Inglaterra à mesma hora, em Moscovo. O Mundial da Rússia está prenhe de surpresas, sendo que os candidatos mais visíveis foram decepcionando. Desde a campeã Alemanha, que não passou da fase de grupos, passando pela Espanha, Argentina e até Portugal, que caíram nos oitavos-de-finais, e por fim Brasil que caiu aos pés da Bélgica e por via disso perdeu oportunidade de lutar pelo “hexa”, algo que vem tentando desde 2006. Pela positiva surgem selecções como Bélgica, Croácia e até Inglaterra em grande plano. Aliás, há quem já diz que os ingleses podem surpreender o mundo e até cita-se o facto de a selecção espanhola, vencedora em 2010, ter sido feita com base no campeão (2010) de Espanha, Barcelona de Pep Guardiola, o mesmo técnico que orientou o Bayern de Munique, campeão alemão de 2014 e com base para a Alemanha campeã do mundo do mesmo ano e agora Manchester City foi campeão inglês de 2018 com Pep ao comando e com bons jogadores na Inglaterra.

FOI-SE O SONHO RUSSO E TALVEZ EVITOU-SE O EMBARAÇO DIPLOMÁTICO

Croácia eliminou Rússia nos quartos-de-final do Mundial e evitou duelo entre os anfitriões e a Inglaterra. Após 1-1 nos 90 minutos e 2-2 no prolongamento, croatas foram mais certeiros nos penalties. Houve lágrimas em Sochi e pela Rússia inteira quando a selecção anfitriã do Mundial 2018 viu consumada a eliminação do torneio que organiza. Mas não é de descartar que em alguns gabinetes, longe dos olhares do público, também tenha havido suspiros de alívio. Aquilo que poderia tornar-se um gigantesco embaraço diplomático foi evitado – Rússia e Inglaterra enfrentarem-se em campo com tudo o que actualmente rodeia as relações entre os dois países – graças ao maior acerto da Croácia nas grandes penalidades (3-4). Em Sochi registava-se um empate no final do tempo regulamentar (1-1) e a igualdade resistia também após prolongamento (2-2). Mas, nos penalties os croatas foram mais certeiros, com Brozović, Modrić, Vida e Rakitić a converterem com sucesso. A Rússia viu esgotarem-se as vidas neste Mundial, que iniciou sem grandes expectativas, mas do qual se tornou uma das surpresas após eliminar a Espanha nos “oitavos”. Passará à história como um dos grandes “e se...” da diplomacia internacional, mas também do desporto. E se na próxima quarta-feira, em Moscovo, Rússia e Inglaterra se enfrentassem? De um lado estaria o fervor dos anfitriões, galvanizados por estarem a superar todas as expectativas. Do outro, a selecção de um país que determinou um boicote ao Mundial 2018 – nenhuma figura do Governo ou da família real inglesa esteve na Rússia – no contexto das acusações que o Reino Unido fez à Rússia relativamente ao antigo espião russo Sergei Skripal e da sua filha, Julia. 

 

Dois campeões nas meias-finais

A França e Inglaterra são as únicas selecções presentes nas meias-finais que já lograram conquistaram uma copa do mundo, curiosamente as duas selecções o fizeram por uma vez. Croácia e Bélgica procuram uma final e por tabela o primeiro troféu. Apesar de já terem sido disputadas 20 Copas do Mundo, apenas oito países de dois continentes tiveram o privilégio de levantar a taça da competição. Em primeiro lugar na lista está o Brasil, com cinco vitórias, que é o único a ter disputado todas edições do torneio. Na “cola” do Brasil (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002) está a Itália (1934, 1938, 1982 e 2006) e Alemanha (1954, 1974, 1990 e 2014), campeãs quatro vezes, seguida de Argentina (1978 e 1986) e Uruguai (1930 e 1950), duas; e Inglaterra (1966), França (1998) e Espanha (2010), que ganharam uma copa cada.

 

 

QUADRO DE RESULTADOS QUARTOS-DE-FINAL

França-Uruguai (2-0)
Brasil-Bélgica (1-2)
Inglaterra-Suécia (2-0)
Rússia-Croácia 2-2 (3-4)
MEIAS-FINAIS Terça-feira 20.00 horas:
França-Bélgica Quarta-feira 20.00 horas:
Inglaterra-Croácia FINAL Domingo
 

Leia mais...