BEBEC: Tiros, desordens e sem vencedor

Atanásio Zandamela

Foto de Luís Muianga 

Aquilo que se esperava que fosse uma verdadeira festa da pequenada com a coroação dos campeões da XXVIII edição do Torneio de Futebol Infanto-Juvenil, vulgo BEBEC, acabou se transformando em ambiente de grande agitação com muita desordem e desrespeito às autoridades impotentes perante as várias tentativas de inviabilizar o final da partida decisiva que não chegou ao fim. 

Sem querer colocá-la no epicentro de tudo de mau quanto se viu na tarde de sábado no campo já vedado do bairro do Aeroporto “B”, o facto é que a organização do torneio de férias esteve distraída na preparação desta final. Ainda que se entenda a intenção de usar o campo reabilitado e vedado pelo histórico deste torneio nunca deveria ter se escolhido um local sem vedação ao recinto de jogos para a decisão porque até poderia colocar em risco a integridade física dos pequenos artistas, lembrando que normalmente nos BEBEC’s de Maputo sempre que há um golo o normal é o rectângulo de jogo ser invadido por gente crescida.

E se não houvesse outro campo disponível que se lembrasse de reforçar a presença dos homens da lei e ordem. Veja que durante muito tempo os poucos Polícia presentes estiveram mais preocupados procurar a sombra disponível enquanto as claques “batiam” se na única bancada e inclusive entravam nas quatro linhas numa final que começou frenética mas terminou sem sabor porque saímos do campo sem saber quem sucede o bairro da FPLM vencedora da edição passada. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

Publicidade