Futebol deve ser o epicentro da amizade

Nas eleições que decidiram Couana como presidente, oito clubes que disputaram o Moçambola-2015 votaram a seu favor e outros seis no candidato derrotado, Carlos Sousa (Cazé). O novo timoneiro da LMF perspectiva unir todos, não obstante a divergência de ideias.

Fui eleito presidente dos 14 clubes do Moçambola e não apenas dos oito que votaram em mim. Temos de fazer um trabalho que aproxime todos os clubes. Quando fizemos a nossa campanha, visitámos todos os clubes. Foi a ocasião que ditou 8-6. Daqui para frente temos de estar unidos. Todos os clubes têm os mesmos direitos. Não vamos diferenciar ninguém nem estamos preocupados em saber quem votou contra ou a favor. O futebol deve ser o epicentro da amizade, sem esquecermos que, pelas circunstâncias, sejamos adversários de ocasião, realçou.