... pois não quis usar lei específica da prova

– Satar Abdul Gani, presidente da LDP

O presidente da Liga Desportiva de Pemba, Satar Abdul Gani, abordado pela nossa Reportagem, aproveitou a ocasião para mostrar agastamento pelo facto de o Conselho Jurisdicional da FMF ainda não ter respondido ao recurso apresentando pelo seu clube e pela Associação Provin-cial de Futebol de Cabo Delgado, referindo igualmente que a FMF no ajuizamento do caso devia ter respeitado o regulamento es-pecífico da prova, concretamente o número 9 do referido documento.

– Houve um regulamento aprovado para o Campeonato da II Divisão de Honra e devia ser este instrumento usado para regular a prova, excepto se esgotados argumentos, o que não foi o caso. Para o caso da nossa região, face à situação apresentada pelo Benfica de Nampula, a FMF julgou-o com base na lei-base. Não entendemos. O regu-lamento específico da prova refere que é desqualificada a equipa que tiver na prova três faltas de comparência e o Benfica só teve duas, explicou o dirigente de Pemba.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

sábado, 30 março 2019
F. Beira vs Textáfrica
00:00 | Beira
F. Maputo vs Desportivo
00:00 | Maputo
L.D. Maputo vs ENH
00:00 | Maputo

Publicidade